As blasfêmias e heresias do Youcat

Compartilhar controvérsia

Youcat é uma abreviação de Youth Catecism: Catecismo Jovem. Feito por Christoph Schönborn e outros modernistas alemães, o livro recebeu não só a aprovação, mas também a recomendação de Bento XVI.

Eis o que ele diz sobre o Youcat: “Este subsídio ao catecismo […] apresenta-vos a mensagem do Evangelho como a «pérola de grande valor» (Mt 13, 45) pela qual é preciso dar tudo.” Como veremos, em diversos pontos de fé e moral, o Youcat está bem longe de representar a mensagem do Evangelho.

Algumas blasfêmias e erros

•Q. 357 – Haveria um ateísmo prudente;

•Q. 199 – Blasfêmia contra a infalibilidade da Igreja: “Quando a Igreja, por culpa própria, […] ou quando não cumpre sua missão […]”;

•Q. 42 – A evolução existe e a teologia não teria competência científica.

•Q. 130 – Blasfêmia contra a unidade da Igreja: a única Igreja de Cristo teria se dividido;

•Q. 135 – Os judeus seriam irmãos mais velhos e esperariam o mesmo messias que cristãos;

•Q. 97 – Os judeus não teriam sido culpados pela morte de Jesus;

•Q. 136 – Blasfêmia contra o reinado social de Cristo: a Igreja apoiaria a liberdade religiosa. Muçulmanos adorariam o mesmo Deus que os católicos.

Ambiguidades

•Q. 61 – A família poderia ser desintegrada por sexismo (machismo) (?)

•Q. 199 – Pessoas podem se salvar fora da Igreja estando batizadas (?)

•Q. 382 – Assistir a uma “eutanásia passiva” seria um “ato de amor” (?)

•Q. 409 – Gravidade do onanismo poderia ser atenuada por “imaturidade” (?)

Obs. Não é lícito rejeitar o Youcat e ao mesmo tempo crer que Bento XVI seja um verdadeiro e legítimo papa.

Leia também: Jesus Cristo era judeu?

image_pdfimage_print

Compartilhar controvérsia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.