De Maria nunquam satis

Compartilhar controvérsia

Sermão da Anunciação proferido pelo Reverendo Padre Héctor Romero.

As glórias de Maria resplandecem nesta festa da Anunciação, na qual o Filho de Deus, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, fez-se homem por meio de Maria Santíssima. De fato, assumindo a natureza humana no seio puríssimo de Maria, o Verbo de Deus se tornou Jesus Cristo, Sumo Sacerdote, Pontífice entre Deus e os homens. Na Anunciação, o Filho de Deus escolheu a mais excelente das mães, aquela que brilha sobre todas por sua humildade: Maria não faz um alto conceito de si mesma até quando recebe louvores de São Gabriel e se apresenta diante de Deus como escrava. Humildade tão admirável quanto o seu poder, esta de quem Deus espera a resposta para somente então cumprir o seu eterno desígnio de salvação. Tantas são as lições que nos ensina a vida da Beata Virgem Maria, sobretudo neste nosso tempo de liberalismo e feminismo. Que a verdadeira devação à Virgem Maria aumente em nós a virtude da humildade e da obediência a fim de acolhermos sempre o que for da vontade de Deus com presteza e resignação..


Compartilhar controvérsia

2 comentários em “De Maria nunquam satis

  1. O Deus filho antes de Cristo, não era inteiramente Deus e Homem? So Deus?
    É que eu vi uns Católicos tentando explicar que Jesus como Deus e Homem, já existia desde sempre.

    1. O Filho existe desde toda eternidade com o Pai e o Espírito Santo, mas ele se encarnou no seio de Maria Santíssima e desde então assumiu também a natureza humana, sem perder a divina, de modo que é uma mesma pessoa divina, na qual está unida harmoniosamente e sem confusão, duas naturezas: humana e divina. O nome de Deus feito homem é Jesus Cristo e o seu Santíssimo Nome é bendito para sempre.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.