Resumo do que há de fazer um cristão para se santificar e salvar

Compartilhar controvérsia

RESUMO DO QUE HÁ DE FAZER UM CRISTÃO PARA SE SANTIFICAR E SALVAR

Dom Macedo Costa

Pelo bispo do Pará, Dom Antônio Macedo Costa, oferecido aos seus diocesanos por ocasião do jubileu universal de 1875.

Para ser um verdadeiro cristão e um santo é preciso:

1.º Crer todas as verdades da fé.
2.º Pôr em Deus toda a nossa esperança.
3.º Amar a Deus sobre todas as coisas.
4.º Encomendar-se sempre a Deus com fervorosa oração, e frequentar os sacramentos.
5.º Guardar os preceitos de Deus e da Igreja.
6.º Aborrecer muito o pecado.
7.º Mortificar as próprias paixões.
8.º Adquirir e praticar as virtudes cristãs.
9.º Amar ao próximo como a si mesmo.
10.º Fazer a todos o bem que puder.
11.º Cuidar de subir ao maior grau de perfeição.
12.º Cumprir as obrigações do próprio estado.
13.º Ter sempre na lembrança a eternidade.
14.º Impor ao corpo alguma mortificação e trazê-lo sempre sujeito à alma.
15.º Viver com os poucos para não se perder com os muitos.
16.º Andar sempre na presença de Deus.
17.º Pensar sempre na paixão e morte de Jesus.
18.º Ser verdadeiro devoto de Maria Santíssima.

Obrigações dos meninos e moços:

1.º Frequentar a doutrina cristã.
2.º Respeitar os mais velhos.
3.º Evitar a vadiação e más companhias.
4.º Fugir dos divertimentos perigosos.
5.º Recolher-se cedo a cesta.
6.º Velar muito sobre si.
7.º Fugir do amor desonesto.
8.º Não tirar escondido coisa alguma.
9.º Suplicar a Deus para bem acertar na escolha do estado de vida.
10.º Nunca obrar sem conselho.
11.º Ser polido e atencioso com todos.

Obrigações do negociante:

1.º Contentar-se de lucro moderado.
2.º Dar a todos o justo em peso e medida.
3.º Manifestar os defeitos secretos do objeto que vende.
4.º Não falsificar as mercadorias.
5.º Não atravessar gêneros, nem fazer monopólio para haver carestia.
6.º Não aproveitar-se da necessidade ou ignorância de quem vende ou compra.
7.º Abster-se de todo engano e fraude.
8.º Ser benigno com os pobres.
9.º Guardar-se sobretudo da usura.

Obrigações de uma jovem:

1.º Ser muito modesta em todas as suas ações.
2.º Andar acautelada a cada passo.
3.º Ser grave e sempre decente nas falas e maneiras.
4.º Gostar de estar em casa e ajudar a sua mãe.
5.º Aplicar-se de continuo ao trabalho.
6.º Raras vezes sair e só por necessidade.
7.º Aborrecer a vaidade nos vestidos e enfeites.
8.º Evitar conversações indiscretas com pessoas de diferente sexo.
9.º Evitar dissipações e profanos divertimentos.
10.º Amar os exercícios de piedade.
11.º Ser muito franca, leal e amorosa para sua mãe e não ter segredos para ela.
12.º Edificar com bons exemplos e doutrina seus irmãozinhos menores.

Obrigações do trabalhador:

1.º Oferecer a Deus suas fadigas e trabalhos.
2.º Trabalhar com diligência, economia e exatidão conforme as regras de sua arte.
3.º Não perder tempo.
4.º Abster-se de falar desonestidade ou dizer mal dos outros durante o trabalho.

Obrigações do artífice:

1.º Fazer as obras com presteza e perfeição.
2.º Não trabalhar nem fazer trabalhar os discípulos nos domingos e dias santos de guarda, de meia noite a meia noite.
3.º Mostrar-se sempre sisudo, leal e honesto, acabando as obras no tempo convencionado, e não enganado a ninguém.

Obrigações do rico:

1.º Render graças a Deus pelas riquezas.
2.º Não pôr nelas toda a confiança.
3.º Não aumentá-las com usuras.
4.º Não conservá-las com injustiça.
5.º Pagar as dividas e mercês com prontidão.
6.º Ser caritativo com os pobres e as Igrejas.
7.º Pensar muitas vezes que os mais dos ricos se perdem pelo mau uso de suas riquezas.

Obrigações da mulher casada:

1.º Amar o marido.
2.º Respeitá-lo como seu chefe.
3.º Obedecer-lhe com afetuosa prontidão.
4.º Adverti-lo com discrição e prudência.
5.º Responder-lhe com toda mansidão.
6.º Servi-lo com desvelo.
7.º Calar quando o ver irritado.
8.º Tolerar com paciência seus defeitos.
9.º Não ter olhos, nem coração para outro.
10.º Educar catolicamente os filhos.
11.º Ser muito atenciosa e obediente para o sogro e sogra.
12.º Benévola com os cunhados.
13.º Prudente e mansa, paciente e carinhosa com toda a família.

Obrigações dos súditos civis:

1.º Render fidelidade e respeito à legítima autoridade estabelecida por Deus, e obedecer-lhe no que não se opuser claro à lei do mesmo Deus.
2.º Pagar os tributos fielmente.
3.º Fazer cada um o que puder para o bem do seu país.

Obrigações da viúva:

1.º Viver pura como as virgens.
2.º Vigilante como as casadas.
3.º Dar exemplos de virtude a umas e outras.
4.º Ser amiga do retiro.
5.º Inimiga dos divertimentos mundanos.
6.º Aplicada à oração.
7.º Cuidadosa pelo seu bom nome.
8.º Amante da mortificação.
9.º Zelosa pela glória de Deus.

Obrigações dos filhos e de qualquer pessoa sujeita:

1.º Considerar os pais ou superiores como representantes de Deus.
2.º Amá-los de coração.
3.º Ter para com eles modos e palavras respeitosas na presença e na ausência.
4.º Obedecer-lhes com gosto e prontidão.
5.º Servi-los com fidelidade.
6.º Socorrê-los nas necessidades.
7.º Sofrer em silêncio suas faltas.
8.º Rogar a Deus por eles.
9.º Ter grande cuidado nas coisas que pertencem à família.

Obrigações do chefe de família:

1.º Regular as despesas da família, segundo suas posses.
2.º Não gastar seus bens em jogos e vaidades.
3.º Pagar aos criados e jornaleiros.
4.º Cuidar da educação dos filhos e servos.
5.º Fazer que frequentem a palavra de Deus e os Sacramentos.
6.º Admoestá-los e repreendê-los com prudência.
7.º Castigá-los sem cólera.
8.º Tratar a todos com igualdade.
9.º Tê-los ocupados.
10.º Ajudá-los nas necessidades.
11.º Assistir-lhes na doença.
12.º Dar-lhes bons exemplos.
13.º Encomendá-los a Deus.
14.º Não permitir em sua casa desonestidades e escândalos.

Obrigações do marido:

1.º Amar a esposa, como Jesus Cristo ama a sua Igreja.
2.º Respeitá-la como sua companheira.
3.º Dirigi-la como lhe sendo sujeita.
4.º Guardar-lhe todo o amor e fidelidade.
5.º Sustentá-la com decência.
6.º Sofrê-la com paciência.
7.º Ajudá-la com caridade.
8.º Repreendê-la com benignidade.
9.º Exortá-la ao bem com palavras, e ainda mais com o exemplo.
10.º Não ofendê-la, nem desonrá-la por fatos, nem por palavras.
11.º Não fazer, nem dizer coisa em presença dos filhos, ainda que pequenos, que lhes possa servir de escândalo.

Obrigações do pobre:

1.º Levar em conformidade com a vontade de Deus sua pobreza.
2.º Não se apropriar de nada alheio sob pretexto de pobreza.
3.º Suportar com paciência as suas consumições e trabalhos.
4.º Trabalhar para ir fazendo um ganho honesto.
5.º Procurar enriquecer-se com os bens do Céu.
6.º Lembrar que Jesus e Maria foram pobres.
7.º Render graças a Deus de estar na boa estrada do Paraíso.

Fazei isto e tereis a vida eterna: Hic fac et vivem.

Glória a Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, agora e sempre e em todos os séculos!
Amém.


Compartilhar controvérsia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.