Selfies, shorts e regatas

Compartilhar controvérsia

Padres e leigos de 1960 para cá têm desertado do uso de roupas apropriadas ao seu estado de vida. Sinal de rebelião contra “os velhos tempos” por excelência, essa mudança no trajar constitui uma adesão tácita ao naturalismo, isto é, ao vestir-se como um pagão, como um índio na floresta, sem atender para o pudor e a dignidade cristã.

O homem iluminado pela fé em Jesus Cristo não pode seguir esta onda revolucionária, cujo fim é a destruição da família e dos valores cristãos de pureza e de justiça. Cabe-lhe dizer com as suas vestes que é um servidor de Cristo e que pela glória de seu Nome põe a modéstia no vestir acima de qualquer frívola conveniência.


Compartilhar controvérsia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.