Sedevacantismo para Leigos: Como falar de sedevacantismo a quem não sabe nada sobre o tema

Compartilhar controvérsia

O sedevacantismo é uma conclusão teológica solidamente fundamentada nas Sagradas Escrituras, na Santa Tradição, na Liturgia Romana, no Direito Canônico e no Magistério da Igreja. Sendo as fontes assim tão seguras, a conclusão é certíssima.

Porém, não se espera que o leigo beba das fontes diretamente. A fé exige a submissão da inteligência a um ministro de Deus, portanto, ao simples fiel compete receber o alimento da sã doutrina da boca dos legítimos pastores.

Isso quer dizer que cabe aos leigos o bom entendimento do Catecismo e não da Teologia Sagrada em todas as suas nuances. Mesmo o Catecismo lhe deve ser explicado não de modo puramente especulativo, mas sim com exemplos e imagens bastante vivas, que ajudem a reter com mais facilidade a doutrina de Jesus Cristo.

Esse método de ensino da doutrina cristã nos veio diretamente de Nosso Senhor, que sempre se serviu de parábolas para comunicar aos homens as verdades mais elevadas; e, mais recentemente, esse caminho foi particularmente encorajado por Sua Santidade o Papa São Pio X na encíclica Acerbo Nimis.

Cientes disso, Padre Rodrigo e eu resolvemos gravar este vídeo explicando de maneira simplificada, a partir de pontos elementares da doutrina cristã – tais como, a religião verdadeira, os deveres do cristão e as notas da Igreja -, quais são as bases do sedevacantismo.

Esperamos que esta exposição possa ajudar nossos colaboradores a melhor compreender e explicar aos menos instruídos a situação em que nos encontramos. Poque, de fato, a Sé está vacante.


Compartilhar controvérsia

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.