Santas Sentenças de São Jerônimo

“Uma luta contínua e um duelo ininterrupto contra os malvados concentraram sobre Jerônimo o ódio dos perversos. Nele os hereges odeiam aquele que não cessa de atacá-los, e os clérigos aquele que desaprova sua vida e suas culpas. Mas todos os homens virtuosos, sem exceção, amam-no e o admiram.”

(Postumianus apud Sulp. Sev., Dial., 1, 9; PL 20, 189D.)

São Jerônimo, rogai por nós!

“Aviva os teus valores! O mundo inteiro tem os olhos postos em ti. Os católicos veneram e reconhecem em ti o restaurador da fé dos primeiros tempos do cristianismo e, marco ainda mais glorioso, todos os hereges te amaldiçoam e contigo me perseguem com o mesmo ódio, para poder, dado que a sua espada não tem a força, matar-nos com o desejo.”

(Carta de São Jerônimo a Santo Agostinho. Ep. 141, 2; PL 22, 1161s e 1180.)

“A minha glória é a de aprender que os meus filhos combatem por Cristo e que aquele no qual acreditamos, reforça em nós o zelo e a coragem a fim de que possamos estar prontos e derramar o nosso sangue pela fé nele… As perseguições dos hereges arruinaram de cima abaixo o nosso mosteiro, quanto às riquezas materiais, mas a bondade de Cristo cumulou-o de riquezas espirituais. É melhor não ter pão para comer do que perder a fé.”

(São Jerônimo. Ep. 139; PL 22, 1166.)

“Alguns podem considerar-me criminoso, esmagado sob o peso de suas culpas, mas isso não é nada em confronto com meus pecados; tu podes, no entanto, crer no teu íntimo numa virtude dos pecadores… Eu rendo graças a Deus por merecer o ódio do mundo.
Que parcela de sofrimento atingiu a mim, o soldado da cruz? A calúnia cobriu-me com a marca de um delito; mas eu sei que com a má ou com a boa fama se chega ao reino dos céus.”

(São Jerônimo, Ep. 45, 1, 6; PL 22, 480, 482, 483.)

“Não quero falar daqueles que, como eu próprio no passado, põem-se em contato com as Sagradas Escrituras depois de terem praticado a literatura profana e recreado o ouvido da multidão com o estilo florido, retêm que cada palavra sua seja a lei de Deus e não se dignam examinar o que pretenderam dizer os profetas e os apóstolos, mas adaptam ao seu ponto de vista testemunhos que não se referem a eles de modo algum; como se fosse eloquência de grande valor, e não a pior que existe, qual seja a de falsificar os textos e distanciar abusivamente a Sagrada Escritura do seu traçado.”

(São Jerônimo, Ep. 53, 7; PL 22, 544.)

“Pois, sem a autoridade das Escrituras, esses falastrões perderão toda a sua força persuasiva, e não parecerá mais que eles reforcem com os textos a falsidade de suas doutrinas.”

(São Jerônimo, In Tt 1, 10; PL 26, 605.)

“Que os outros sejam eloquentes e recebam o aplauso tão desejado e declamem com voz enfática e rios de palavras; quanto a mim, contento-me de fazer compreender e, tratando-se das Escrituras, imitar sua mesma simplicidade.”

(São Jerônimo, Ep. 36, 14; PL 22, 459.)

“A exegese católica, sem renunciar ao perigo do estilo belo, deve ocultá-lo e evitá-lo para dirigir-se não a vãs escolas de filósofos e a alguns discípulos, mas a todo gênero humano.”

(São Jerônimo, Ep. 48, r; PL 22, 512.)

“Ignorar as Escrituras significa ignorar o próprio Cristo.”

(In Is., Prol.; PL 24, 17B.)

“Como se poderia viver sem a ciência das Escrituras, através das quais se aprende a conhecer o próprio Cristo, que é a vida dos que creem?”

(São Jerônimo, Ep. 30, 7; PL 22, 443.)

“Irmão, companheiro e amigo. Peço-te, irmão caríssimo: viver em meio a esses mistérios, meditá-los, nada mais conhecer e saber, não te parece que tudo isso seja já o paraíso na terra?”

(São Jerônimo, Ep. 48, 4; PL 22, 512.)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s