Próximos Eventos em Santa Gertrudes

(Se Deus quiser, tanto a ordenação dos quatro diáconos, quanto à sagração do sucessor de Dom Dolan, ambas realizadas por Sua Excelência Reverendíssima Dom Rodrigo da Silva, serão transmitidas pelo Controvérsia Católica.)

Caros fiéis,

Gostaria estender minha gratidão a todos vocês, que ajudaram, de alguma forma, nesta última semana. Vossa caridade me edificou muito.

Como sabem, há muita coisa acontecendo por esses dias. Acabamos de sepultar nosso querido bispo, e agora aguardamos, com alegria, a ordenação sacerdotal de nossos quatro seminaristas, na quarta-feira, 11 de maio, às 10h.

Agora vocês devem estar se perguntando o que faremos para o futuro. Monsenhor Dolan deixou seus planos por escrito, em caso de algo acontecer com ele. Além disso, deu a conhecer, verbalmente, os seus desejos a Monsenhor Rodrigo da Silva. Assim, informo-vos que o seu desejo era que eu fosse sagrado bispo, garantindo assim a continuação do apostolado internacional de Santa Gertrudes, a Grande. Ele também expressou seu desejo de que esta sagração ocorresse o mais rápido possível.

A minha sagração episcopal está marcada para as 10h de quarta-feira, 18 de maio, pelo Revmo. Dom Rodrigo da Silva.

Por favor, rezem por mim e por todo o clero de Santa Gertrudes, a Grande, enquanto avançamos para cuidar das necessidades das almas próximas e distantes.

Vosso em Cristo,
Pe. Charles J. McGuire

A bela história de Joseph Murphy sobre a compaixão de Monsenhor Daniel Dolan

Carta enviada por um presidiário, no corredor da morte, sobre sua experiência com Monsenhor Daniel Dolan.

A HISTÓRIA DE REV. DANIEL DOLAN & JOSEPH MURPHY

Nos últimos meses de 1993, perdi meu último apelo ao tribunal estadual, na Suprema Corte de Ohio. A corte fixou uma data, para minha execução na cadeira elétrica. Estava no corredor da morte há 6 anos já, esperando para morrer, passando pela maior crise de todos os tempos. Sempre pensei que eu fosse normal, mas, conforme meu julgamento no tribunal ia avançando, percebi que nada era normal em mim.

Neste momento da vida, com a perda do meu apelo estadual, tudo o que eu queria era morrer. E eu não queria que o estado me matasse, então eu sabia que deveria guardar todas as minhas pílulas para asma, e acabar, eu mesmo, com a minha vida. Após 90 dias, guardando-as, estava pronto para morrer. Mas alguma coisa, no fundo da minha mente, pedia para eu descobrir se Deus existe realmente e, se sim, talvez Ele me ajudaria. Então, como eu deveria provar se Deus existe? Eu não sabia, afinal, eu tinha 27 anos, com a mentalidade de uma criança de 9. Mas eu sabia que queria dar a Deus uma verdadeira chance de provar que Ele existia. Então eu tinha uma Bíblia, que era dada a todos os presos no corredor da morte, eu a coloquei no meu colo e fiz a minha primeira oração. “DEUS, SE O SENHOR EXISTE, PROVE PARA MIM AGORA E EU SEREI SEU”.

Comecei a ler a Bíblia e a tentar encontrar uma maneira de provar que Ele existe. E enquanto eu estava lendo, deparei-me com a história em Lucas sobre Jesus e Seus discípulos. Jesus foi condenado à morte. E agora Seus discípulos estavam caminhando para uma pequena cidade. Eu me pergunto, como então os homens se sentiam? Perder seu bom amigo e agora ter que seguir sozinhos? Eu pensei que eles poderiam sentir o que eu sinto agora. Muito sozinho, perdido, indesejado e não amado. Senti a escuridão ao meu redor. Peguei uma caneta e papel, em mãos, e escrevi a história, para que – depois que me matasse – as pessoas pudessem ver, e juntando dois e dois, saber como me sentia e por que tirei minha própria vida. Voltei a ler a Bíblia e agora um transeunte dizia aos discípulos que Jesus estava vivo. E do nada eu fui tomado por emoções sinceras e clamei gritando: “Ele está vivo, ele existe!”, “Ele está vivo, ele existe!” e as lágrimas escorriam pelo meu rosto quando eu sabia que Deus tinha respondido minha oração e provado que Ele existia. Os outros presos no corredor da morte pensaram que eu estava louco, então começaram a bater nas grades da prisão, com um copo de lata, e gritaram aos policiais, para que viessem me socorrer. Os policiais vieram correndo e me perguntam o que estava acontecendo. Estava eu no fundo da minha cela, de joelhos, gritando: “Ele existe, ele está vivo”, então os policiais me pediram para ir até a porta, para que eles pudessem falar comigo. Eles me pedem para contar o que estava acontecendo e eu contei TUDO, e até lhes dei as pílulas. E eles me perguntam como Deus provou que Ele existia. Eu disse a eles que estava lendo a Bíblia e, depois de ler a história de Lucas, eu queria escrevê-la, para que as pessoas soubessem que eu morri como um homem cheio de mágoa, como os discípulos de Jesus, quando eles estavam caminhando para a cidade. E foi aí que Deus provou que Ele existia. A maioria dos oficiais voltou para o escritório, mas um continuou perguntando: “Como isso provava alguma coisa?” Então mostrei-lhe as anotações que escrevera. Depois, peguei meus papéis do processo, onde doutores e profissionais de saúde mental diziam a corte que eu nunca fui à escola, que não podia ler, nem escrever e que, por causa da minha infância, eu nunca tive a chance de crescer, e tinha a mente de uma criança de 9 anos. E eu estava lendo os documentos para ele. E disse: “Então você vê, Deus provou que existe, dando-me o dom de ler e escrever Sua palavra”.

O oficial disse: “Obrigado Murphy”, e eu disse “Obrigado por quê?” Ele me respondeu que sua esposa sempre dissera que, um dia, Jesus visitará o corredor da morte, e salvará alguém. Então ele agradeceu, porque, disse ele, “agora posso ir para casa e dizer à minha esposa que hoje Jesus estava no corredor da morte”. Ele rezou comigo e depois voltou ao trabalho.

Mas eu queria manter minha parte do acordo, então agora queria me entregar a Deus e ser Dele. Eu precisava entrar em contato e pedir ajuda para fazer isso, mas não tinha dinheiro, então comecei a dar minhas bandejas de comida todos os dias por um selo. E eu assistiria TV com as legendas me ensinando a ler e escrever, ouvindo as palavras e vendo como elas se parecem. Depois de ter o que precisava, escrevi 31 cartas para 31 igrejas em Ohio. Peguei os endereços no jornal de domingo e os enviei pelo correio. Eu estava no meu pior momento e estava quebrado e sozinho, e o mundo queria que eu fosse morto. Mas agora, enviando cartas, agora tinha esperança. Uma semana se passou, e ninguém me escreveu de volta, um mês se passou e ninguém me escreveu. Então eu sabia que tinha que descobrir como ser um filho de Deus sozinho, e tentei todos os dias. Então, um dia, o oficial estava me levando de volta à minha cela, após o recreio. Quando ele tirou as algemas das minhas mãos, vi uma carta na minha cama. Eu peguei e entreguei a ele, dizendo que havia recebido a correspondência de alguém. Ele olhou e devolveu dizendo: “é para você”. Um grande sorriso surgiu em meu rosto e olhei para a carta: “Para Joseph Murphy do Rev. D. L. Dolan”. Eu continuei olhando para ela e cheirava tão bem. Abri a carta para ler o que ele tinha a dizer.

Foi quando um grande homem santo entrou em minha vida e cuidou das necessidades de minha alma e me deu o amor e a compaixão de um pai, quando todo o mundo me abandonou. O bispo Daniel L. Dolan me resgatou.

“Caro Sr. Joseph Murphy, Meu nome é Padre Daniel L. Dolan e sou padre em SANTA GERTRUDES, A GRANDE, IGREJA CATÓLICA ROMANA. Eu estava fora do país, quando cheguei em casa, encontrei a sua carta. Ficarei muito feliz em ajudá-lo a se tornar um filho de Deus. Vou enviar uma freira para visitá-lo e ensiná-lo a fé católica. Quando ela disser que você está pronto, vou visitá-lo e fazer seu batismo e primeira comunhão, e você estará no caminho certo para estar no exército de Deus.” Chorei depois de ler a carta, foi a primeira carta que recebi pelo correio. Segurei-a e, com pensamentos de em breve ser filho de Deus, adormeci. No dia seguinte, fui chamado para uma visita. Entro na sala de visitas, e ponho-me à espera da Irmã Mary. Ela entra e todos param de falar para olhar para ela, ela estava toda de preto e tinha uma cruz pendurada em um colar de contas. Ela sorriu para mim e se sentou. Tivemos uma boa visita e ela me ensinou a fazer o sinal da cruz. E ela me ensinou uma música, “Jesus, Jesus, venha a mim” e sua voz ressoava pelos corredores e através da prisão, era tão doce. Ela me disse que me enviaria coisas para estudar, e que o Padre Dolan disse que se eu precisasse de algo, como comida ou roupas, ele conseguirá para mim. Nas semanas seguintes, ela me ensinou a rezar o Rosário. Foi tão incrível como o mundo desistiu de mim e me queria morto e ninguém me ajudava a conhecer Deus, até que esse padre muito bom me acolheu. O tempo estava passando tão devagar e eu não achava que conseguiria isto.

Então eu rezei: “Querido Deus, se você fizer isso acontecer para mim, para que eu possa ser seu filho, eu vou rezar o Santo Rosário 4 vezes ao dia às 9h-13h-17h-21h, pelo resto da minha vida”. Demorou cerca de um ano, mas eu estava pronto e o Padre Dolan marcou uma visita para fazer meu Batismo e minha Primeira Comunhão. Ele entrou com um sorriso e disse: “Hoje é seu novo aniversário Joseph, porque, hoje, você nasceu como filho de Deus”. Então me ajoelhei e rezei, enquanto ele fazia o que tinha que fazer. E então nos pusemos a rezar por um longo tempo. O Padre Dolan me disse que agora enviará um padre para me visitar todos os meses, para me trazer Nosso Senhor e rezar comigo. E logo o Padre Collins estava me visitando desde Jacksonville, Flórida. E mantive minha palavra, até hoje rezo o Santo Rosário a cada 4 horas, 4 vezes ao dia.

Padre Dolan falou às pessoas sobre mim e começaram a me escrever de todo o mundo. Eu cobria minhas paredes com cartões de Natal que recebi. Recebia visitas de pessoas que eu não conhecia. As pessoas me mandavam comida e, pela primeira vez na minha vida, eu me sentia amado. Tudo porque o padre era tão compassivo.

Padre Dolan me escrevia toda semana. Ele estava cuidando da minha alma e certificando-se de que estava agindo bem. Ele sabia que eu tinha uma vida ruim, mas ele me amava mesmo assim. Ele fez um homem me escrever, cujo nome era Jack Heath, e depois que o Sr. Heath me conheceu, depois de muitas visitas, ele começou a me enviar $ 100 dólares por mês, para comida e necessidades. Isso me fez sentir bem, por ter o que eu precisava e não sentir fome. Ele se tornou um bom amigo. Mas, infelizmente, teve câncer. Eu falava com ele, ao telefone, e ele me falava para dizer: “Oh meu Deus, eu te amo”, de novo e de novo. Após a ligação, ele foi dormir e morreu em sua cadeira. A esposa dele me disse que Jack queria que eu ficasse com o seu carro, para fazer o que eu quisesse. Eu contei isso ao Padre Dolan e ele me disse que eu precisava passar as bênçãos adiante, e ele confiava em mim para fazer o bem. Então, conheci uma família que veio me visitar, que contava com 14 filhos. Então liguei para o Padre Collins e pedi que ele informasse essa família que tinha um belo carro para eles, um presente inteiramente grátis.

Padre Dolan havia se tornado bispo e eu estava muito feliz por ele. Após a morte do Sr. Heath, o Bispo Dolan começou a me enviar $ 75 dólares por mês, para comida e outras necessidades, e $ 150 dólares no Natal e aniversários. Ele já tem feito isso por muitos anos. Era achegada então a hora de ser executado, e todos me disseram para ir em paz e estar com Deus. Mas, algumas pessoas, junto de Monsenhor Dolan, queriam lutar. Ele sabia que eu tenho um bom coração e que eu seria melhor na prisão, ajudando os presos que não conhecem a Deus. E ele disse que sou um pescador de almas. Então ele escreveu ao governador de Ohio, junto com algumas outras pessoas, pedindo que ele NÃO me matasse, tudo que eu precisava era ser amado, e agora eu era, e não deveria ser morto. Aqui estou, 11 anos depois, e ainda ajudando os presos a conhecer a Deus. Comecei a fazer um boletim informativo sobre o corredor da morte, com a ajuda e o apoio de Monsenhor Dolan, e continuo fazendo isso até hoje. Mas agora, que ele se foi, não sei o que se seguirá para mim. Mas sei que Monsenhor Dolan foi um grande homem. Ele viu que eu estava em crise o tempo todo e me puxou para fora da escuridão. Ele viu o bem em mim e me ensinou a ser o meu melhor e nunca me sentir sozinho, porque não estava. Ele sempre se dirigia a mim como “Meu Querido Filho” e eu sempre o chamava de “Papai”, porque ele era como um pai para mim. Mas ele era mais que um pai, era um amigo.

Em seu último e-mail para mim, ele me disse que, pouco a pouco, ele estava ficando mais forte e que o calor da primavera e do sol o ajudava. Ele me colocou sob sua asa e foi muito bom para mim. E tenho certeza que todo mundo tem uma história como a minha. Ele me diria hoje, se estivesse aqui: “Meu Querido Filho, siga em frente e vá com Deus, faça o que você faz de melhor, e você ficará bem. Não há tempo para lágrimas ou tristeza. Seja forte meu querido filho”.

Foi difícil e doloroso escrever essas coisas, mas um amigo me pediu para fazê-lo e eu sei que era isso que Monsenhor Dolan também queria de mim. Sentirei muita falta dele e ele pode me ajudar muito mais agora, porque está com a Sagrada Família. Ele esteve em todo o mundo fazendo a vontade de Deus e agora pode descansar em paz, e podemos seguir em frente, sabendo que conhecemos um dos maiores homens santos do mundo. Às vezes, conversávamos em e-mails sobre essas coisas, e ele dizia que sua igreja é a única que respondeu à minha carta, porque Deus queria ter certeza de que eu pertencia à única fé e Igreja verdadeira.

Reverendíssimo Monsenhor Daniel L. Dolan
28 de maio de 1951 —- 26 de abril de 2022
Descanse em paz, Papai. Vou rezar para sempre por sua alma.
Joseph Dimas Murphy

Meu Primeiro Semestre como Bispo: Entrevista Exclusiva com Dom Rodrigo da Silva

No dia 04/04/2022, Dom Rodrigo da Silva concedeu ao Controvérsia Católica, muito bem representado pelo Dr. Yuri Maria do Apostolado São Lucas, mais uma entrevista exclusiva, na qual Sua Excelência faz o balanço de seu primeiro semestre como Bispo. Viagem a Colômbia, convento de freiras, missões pelo Brasil, novas ordenações, críticas destrutivas e outros tópicos figuram nesta agradável conversação com o chefe do Seminário São José.

APOIE O SEMINÁRIO SÃO JOSÉ

E-mail e Paypal: contato@seminariosaojose.org

Caixa Econômica Federal
Titular Seminário São José
CNPJ e Chave PIX: 35.776.231/0001-76
Ag 0285
Op 003
Cc 2642-0

Seja membro do Controvérsia Católica e tenha acesso a lições exclusivas:
https://www.youtube.com/channel/UCLRBs01oGsDk5wP1qykUOAQ/join

APOIE O CONTROVÉRSIA CATÓLICA
Chave Pix / Paypal / Contato: (47) 99101-3580

Banco: 341 – Itaú Unibanco SA
Agência: 8677
Conta: 01325-5
Titular: Diogo Rafael Moreira
CPF: 090.981.389-26

Nota de Falecimento

Caros fiéis,

Informamos a triste notícia do falecimento de Monsenhor Andrés Morello, conhecido bispo sedevacantista argentino, que faleceu ontem, dia 6 de março de 2022, no Mosteiro de Nossa Senhora de Guadalupe, situado na Patagônia Argentina. Nós o confiamos à caridade de vossas orações, para seu descanso eterno, assim como confiamos a sua comunidade, a Companhia de Jesus e Maria, que acha-se agora em grande luto. Também compartilhamos a mensagem que o Padre Alfredo enviou a respeito da partida de Monsenhor. Nós vos saudamos em Maria Santíssima.

“Queridos amigos: Monsenhor acaba de ser chamado à presença de Deus. Partiu como sempre quis e elogiou na partida do Padre Barriel, que era seu Diretor Espiritual quando seminarista: DE PÉ COMO GUERREIRO. Clinicamente um infarto. Tudo foi feito para reanimá-lo até a chegada da ambulância. Era seu tempo e os desígnios de Deus. Nós o confiamos às vossas devoções. Ele será velado por três dias no Mosteiro com sua insígnia episcopal. Nossa Mãe, Rainha da Companhia, envolva-o em seu manto. Descanse em paz e a misericórdia de Deus repouse sobre sua alma.”

Vídeo sobre o atual conflito na Ucrânia

Caros amigos, na falta de coisa melhor, estou preparando uma análise, à luz do catolicismo de sempre, sobre o atual conflito entre Rússia e Ucrânia.

Meu ponto de partida será uma matéria recém-publicada no site Vatican News, que resume a posição da Igreja Conciliar sobre a matéria:

Guerra na Ucrânia, o Papa na Embaixada da Rússia para expressar preocupação https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2022-02/guerra-na-ucrania-o-papa-na-embaixada-da-russia.html

Minha ideia é comentar a atitude modernista em face do conflito, discutir a licitude ou não licitude da corrente guerra e tirar daí algumas conclusões práticas. Será o nosso último vídeo da semana, porque, depois disso, terei que resolver alguns assuntos urgentes de ordem prática, tais como a mudança de lugar de nosso estúdio de gravação e a finalização de algumas publicações do Controvérsia Católica.

Avisos e Notas sobre os Últimos Acontecimentos

1. Graças a Deus, haverá, neste final de semana, sábado e domingo, Missa Tridentina não una cum em Florianópolis. Depois da Missa de sábado, haverá também uma conferência, cujo tema é o opúsculo de Padre Anthony Cekada, intitulado Tradicionalistas, a Infalibilidade e o Papa. Os interessados, por favor, entrem em contato comigo via whatsapp ou telegram – meu número é (47) 99101-3580 -, para que eu possa fornecer-lhes todas as informações necessárias.

2. Interrompi a gravação de vídeos, nos últimos dias, porque contrai uma gripe/resfriado e, como uma consequência disso, minha garganta não está muito boa. Apesar do inconveniente, estou bem, não corro – ao que parece – nenhum perigo. Assim que melhorar, tornarei às atividades habituais. Quem puder, por gentileza, reze a São Brás por mim, hoje que celebramos a festa desta ilustre Bispo e Mártir da Santa Igreja.

3. Neste interim, tive o ensejo de dar os últimos retoques em uma tradução que deve sair em breve. Trata-se do trabalho de maior envergadura já publicado pelo Controvérsia Católica. É o catecismo pequeno e grande de São Roberto Belarmino, em tradução inédita a partir do original italiano. Seguramente, um item indispensável na biblioteca de todo católico tradicional.

4. Depois disso, assisti e anotei o que o Sr. Alberto Zucchi argumentou no vídeo “Sedevacantismo: Heresia refutada pelo magistério – Resposta ao Frei Tiago”. É possível construir um Syllabus de Erros inteiro a partir das trapaças e trapalhadas teológicas cometidas pelo autor. Se esta semana eu ainda não puder publicar um vídeo, ao menos compartilharei minha análise por aqui.

5. Na última audiência geral na Sala da Serpente, mais conhecida como Sala Paulo VI (02/02/2022), Bergoglio negou o nono artigo do Credo: Creio na Santa Igreja Católica, na Comunhão dos Santos. Ele disse que os apóstatas, perseguidores da Igreja e blasfemadores fazem parte da Igreja, da Comunhão dos Santos. Um pouco antes, na mesma “catequese”, havia dito que a Igreja é composta pelos pecadores salvos (em italiano, peccatori salvati), uma ideia que, aplicada ao que foi dito acima, significa o seguinte: apóstatas, perseguidores da Igreja e blasfemadores são pecadores salvos.

É um reflexo da noção protestante de salvação sem obras: Cristo é apenas Salvador, e não Rei, ele não pode condenar ninguém que nele creia. Porém, com esta diferença: em geral, os protestantes requerem que se tenha fé, claro que apenas no sentido de uma confiança emocional em Cristo (fé fiducial, não a fé dogmática dos católicos), enquanto que, segundo Bergoglio, nem mesmo isto é necessário mais: basta ser, quando muito, batizado.

Esta teologia é mortífera e blasfema. Mortífera, porque, como diz o Ritual do Batismo, a Igreja nos dá a fé, e a fé nos dá a vida eterna. Sem esta fé católica, não há vida eterna algum. Além disso, como ensina o mesmo Ritual, para obter a vida eterna é preciso guardar os Mandamentos da Lei de Deus. É também blasfema, porque Cristo, que de nós exigiu o testemunho público da fé e a prática de boas obras, haveria mentido ou se enganado, já que nem uma coisa, nem outra, é estritamente necessária à salvação.

Detalhe: aqueles que aceitam a Bergoglio como um católico incorrem no seu mesmo erro, eles creem que é possível ser cristão, e até Papa, sem a fé católica, basta-lhe o Batismo, nada mais. É assim que todos juntos, ligados ao demônio, mantém esta farsa conciliar, caricatura grotesca do catolicismo.

Que Deus se digne humilhar os inimigos da Santa Igreja, a fim de que assim se convertam a Deus e salvem suas almas.

ATUALIZAÇÕES: MEDJUGORJE, ANIVERSÁRIO, LIVE E CALENDÁRIO

Saudações senhoras e senhores,

1. Tenho conduzido, nestas últimas semanas, uma vasta investigação sobre as aparições em Medjugorje. Li livros e artigos, assisti vídeos e conversei com pessoas sobre o assunto. Como já são mais de 40 anos de alegadas manifestações de Nossa Senhora na região, que tornou-se uma das capitais do turismo religioso no mundo, fazer uma síntese e análise crítica do que se sabe sobre os videntes, a mensagem e os frutos não é tarefa fácil. Mas, felizmente, o trabalho já está adiantado e creio que já no começo da semana que vem deve sair os primeiros resultados da pesquisa, a saber, um exame minucioso dos seis videntes de Medjugorje (Ivan, Ivanka, Jakov, Marija, Mirjana e Vicka) e de outros personagens diretamente relacionados com as aparições (os padres franciscanos da paróquia local).

2. O Controvérsia Católica completará 4 anos de Youtube no dia 22 de janeiro deste ano. Estou preparando algumas atividades para comemorar nosso aniversário, como vídeos e lives especiais em torno deste período. Sugestões são bem-vindas!

3. Convido aos membros do Controvérsia Católica a estarem comigo hoje, às 20h, para uma lição ao vivo de Filosofia Escolástica. O tema será a classificação das ideias e os universais. O link será compartilhado, pouco antes do início da transmissão, na área de membros.

4. Mais uma remessa de exemplares do Calendário Controvérsia Católica 2022 está disponível. Já na segunda ou terça-feira farei o envio para os que já reservaram o seu. Se alguém mais tiver interesse em adquiri-lo, por favor, entre em contato comigo via whatsapp ou telegram. Meu número é 47 99101-3580, ou mande um e-mail para controversiacatolica@gmail.com.

Muito obrigado pela atenção.
Fiquem com Deus! Salve Maria!

Live sobre Sedevacantismo no Reconquista Católica

Nesta quarta-feira (29/12/21), estarei ao vivo no Canal Reconquista Católica, em conversa com o Irmão Afonso, na qual falaremos sobre o sedevacantismo. Muitos se têm perguntado e pronunciado a respeito do assunto, devido à crescente relevância do tema, no contexto da nefanda Traditionis Custodes, de modo que convém expor uma vez mais nossas ideias e responder às objeções comumente apresentadas. Recomendo que se inscrevam no canal Reconquista Católica e acompanhem a transmissão. Ela começa às 20h.

Apresentação do Calendário Litúrgico 2022

Chegou o Calendário Controvérsia Católica 2022, cuja edição traz como tema mensal 12 Ordens Religiosas da Santa Igreja. Cada mês contará com uma belíssima imagem e texto descritivo, referente a uma ordem religiosa específica, indo dos Salesianos de Dom Bosco em janeiro às Monjas Concepcionistas em dezembro. Outra característica especial desta edição é um suplemento com a relação das Epístolas e Evangelhos de todos os Domingos e Principais Dias Santos, para que você possa acompanhar, com toda a comodidade, as leituras da Missa Dominical e outras festas importantes.

O Calendário, que se distribui em 15 páginas grandes no formato A3, apresenta as Festas e os Santos do Ano Litúrgico, incluindo o Próprio do Brasil, cada qual com a indicação de sua categoria e cor litúrgica, assim como as observâncias (jejum e abstinência) para os tempos penitenciais, segundo o Direito Canônico Pio-Beneditino e as rubricas de São Pio X. Além disso, em sua introdução, este contempla os Dias Santos de Guarda, a lei do jejum e abstinência, universal e do Brasil; e as devoções de cada mês, com a proposta de 36 exercícios de piedade, todos enriquecidos com indulgências, 3 para cada mês do ano. Em suma, o Calendário Controvérsia Católica 2022 é completo, interessante e tradicional, um poderoso auxílio para sua formação católica.

Valor à vista 89,00
Via Pix para diogodeguaramirim@gmail.com
ou transferência/depósito bancário

Valor parcelado, em até 3x: 99,00 (ou então em mais vezes com acréscimo)
Via PagSeguro: https://pag.ae/7XLXTb9em

A primeira remessa será enviada no dia 7 de dezembro, Vigília da Imaculada Conceição. Garanta já o seu!

Por gentileza, envie o comprovante e informe o endereço de entrega via inbox ou whatsapp/telegram para (47) 99101-3580.

P.S. Frete grátis/incluso no valor do produto
P.S. 2 Para os membros do canal fica 79,00

APOIE O CONTROVÉRSIA CATÓLICA
Chave Pix / Paypal / Contato: (47) 99101-3580

Banco: 341 – Itaú Unibanco SA
Agência: 8677
Conta: 01325-5
Titular: Diogo Rafael Moreira
CPF: 090.981.389-26

Calendário Controvérsia Católica 2022 – Tema: As Ordens Religiosas

Chegou o Calendário Controvérsia Católica 2022, cuja edição traz como tema mensal 12 Ordens Religiosas da Santa Igreja. Cada mês contará com uma belíssima imagem e texto descritivo, referente a uma ordem religiosa específica, indo dos Salesianos de Dom Bosco em janeiro às Monjas Concepcionistas em dezembro. Outra característica especial desta edição é um suplemento com a relação das Epístolas e Evangelhos de todos os Domingos e Principais Dias Santos, para que você possa acompanhar, com toda a comodidade, as leituras da Missa Dominical e outras festas importantes.

O Calendário, que se distribui em 15 páginas grandes no formato A3, apresenta as Festas e os Santos do Ano Litúrgico, incluindo o Próprio do Brasil, cada qual com a indicação de sua categoria e cor litúrgica, assim como as observâncias (jejum e abstinência) para os tempos penitenciais, segundo o Direito Canônico Pio-Beneditino e as rubricas de São Pio X. Além disso, em sua introdução, este contempla os Dias Santos de Guarda, a lei do jejum e abstinência, universal e do Brasil; e as devoções de cada mês, com a proposta de 36 exercícios de piedade, todos enriquecidos com indulgências, 3 para cada mês do ano. Em suma, o Calendário Controvérsia Católica 2022 é completo, interessante e tradicional, um poderoso auxílio para sua formação católica.

Valor à vista 89,00
Via Pix para diogodeguaramirim@gmail.com
ou transferência/depósito bancário

Valor parcelado, em até 3x: 99,00 (ou então em mais vezes com acréscimo)
Via PagSeguro: https://pag.ae/7XLXTb9em

A primeira remessa será enviada no dia 7 de dezembro, Vigília da Imaculada Conceição. Garanta já o seu!

Por gentileza, envie o comprovante e informe o endereço de entrega via inbox ou whatsapp/telegram para (47) 99101-3580.

Seguem imagens da capa e do mês de janeiro (resolução para web, não corresponde à alta resolução original), acompanhadas do Editorial 2022.

EDITORIAL

O gênero humano, depois que «pela inveja de Lúcifer» se rebelou contra Deus, dividiu-se como que em dois campos, diversos e inimigos entre si; um deles combate sem cansaço em favor do triunfo da verdade e do bem, o outro pelo triunfo do mal e do erro. O primeiro é o reino de Deus sobre a terra, isto é, a verdadeira Igreja de Jesus Cristo; e quem lhe quiser pertencer com afeto sincero e como convém à salvação, deve servir com toda a mente e todo o coração a Deus e a seu Filho Unigênito. O segundo é o reino de Satanás e são seus súditos os que, seguindo os exemplos funestos de seu chefe e dos progenitores, se recusam a obedecer à lei eterna e divina, e sem preocupar-se com Deus, empreendem muitas coisas contra Deus. Santo Agostinho descreveu esses dois reinos, semelhantes a duas cidades que com leis opostas vão para fi ns opostos, e remontou ao princípio gerador de ambos com estas palavras: «Duas cidades nasceram de dois amores, a terrena do amor de si até o desprezo de Deus, a celeste do amor de Deus até o desprezo de si.» (De Civitate Dei, l. XIV, c. 17). Em toda a longa série dos séculos, essas duas cidades combateram uma contra a outra, com as armas e combates variados, ainda que nem sempre com o mesmo ardor e ímpeto. (Papa Leão XIII, Humanum Genus). Cada uma das diversas corporações religiosas, que formam o exército brilhante, inexpugnável da Igreja, geralmente costuma pelejar nas batalhas do Senhor, manejando uma arma especial. Esta, no silêncio do claustro, na solidão dos bosques, saboreando as delícias da vida contemplativa, tem particular destreza em arremessar o dardo valente da oração: Ingens telus est oratio [Grande dardo é a oração]; aquela, dedicada aos afãs da vida ativa, às lidas penosas do Apostolado, brande com maestria e pujança o gládio acerado da palavra divina: Lingua eorum gladius acutus [Sua língua é uma espada afi ada]; essa outra, consagrada inteiramente à tarefa ingrata de educar e instruir a mocidade, é perita no manejo da arma poderosa do ensino. De sorte que a Esposa de Jesus Cristo anda cercada, guardada, defendida por uma admirável variedade de armas: Adstitit regina circumdata varietate [Apresentou-se à rainha… cercada de variedade]. (Dom Vital, A Maçonaria e os Jesuítas). Neste ano de 2022, busquemos conhecer melhor este formidável aparato de armas e de homens santos que, em tempos difíceis, foram suscitadas pela Divina Providência, a fi m de fornecer à Igreja de Deus os instrumentos necessários para o combate espiritual, «porque não é contra a carne e o sangue que temos de lutar, e sim contra os principados e as potestades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra os espíritos malignos espalhados nos ares.» (Eph. 6, 10-17).

O gênero humano, depois que «pela inveja de Lúcifer» se rebelou contra Deus, dividiu-se como que em dois campos, diversos e inimigos entre si; um deles combate sem cansaço em favor do triunfo da verdade e do bem, o outro pelo triunfo do mal e do erro.

O primeiro é o reino de Deus sobre a terra, isto é, a verdadeira Igreja de Jesus Cristo; e quem lhe quiser pertencer com afeto sincero e como convém à salvação, deve servir com toda a mente e todo o coração a Deus e a seu Filho Unigênito. O segundo é o reino de Satanás e são seus súditos os que, seguindo os exemplos funestos de seu chefe e dos progenitores, se recusam a obedecer à lei eterna e divina, e sem preocupar-se com Deus, empreendem muitas coisas contra Deus.

Santo Agostinho descreveu esses dois reinos, semelhantes a duas cidades que com leis opostas vão para fi ns opostos, e remontou ao princípio gerador de ambos com estas palavras: «Duas cidades nasceram de dois amores, a terrena do amor de si até o desprezo de Deus, a celeste do amor de Deus até o desprezo de si.» (De Civitate Dei, l. XIV, c. 17).

Em toda a longa série dos séculos, essas duas cidades combateram uma contra a outra, com as armas e combates variados, ainda que nem sempre com o mesmo ardor e ímpeto. (Papa Leão XIII, Humanum Genus).

Cada uma das diversas corporações religiosas, que formam o exército brilhante, inexpugnável da Igreja, geralmente costuma pelejar nas batalhas do Senhor, manejando uma arma especial. Esta, no silêncio do claustro, na solidão dos bosques, saboreando as delícias da vida contemplativa, tem particular destreza em arremessar o dardo valente da oração: Ingens telus est oratio [Grande dardo é a oração]; aquela, dedicada aos afãs da vida ativa, às lidas penosas do Apostolado, brande com maestria e pujança o gládio acerado da palavra divina: Lingua eorum gladius acutus [Sua língua é uma espada afi ada]; essa outra, consagrada inteiramente à tarefa ingrata de educar e instruir a mocidade, é perita no manejo da arma poderosa do ensino. De sorte que a Esposa de Jesus Cristo anda cercada, guardada, defendida por uma admirável variedade de armas: Adstitit regina circumdata varietate [Apresentou-se à rainha… cercada de variedade]. (Dom Vital, A Maçonaria e os Jesuítas).

Neste ano de 2022, busquemos conhecer melhor este formidável aparato de armas e de homens santos que, em tempos difíceis, foram suscitadas pela Divina Providência, a fi m de fornecer à Igreja de Deus os instrumentos necessários para o combate espiritual, «porque não é contra a carne e o sangue que temos de lutar, e sim contra os principados e as potestades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra os espíritos malignos espalhados nos ares.» (Eph. 6, 10-17).